sexta-feira, 25 de março de 2016

Celebrações da Semana Santa e Páscoa

Semana Santa e Páscoa - O que se celebra nos dias que a compõem 

 Semana santa. Quinta-feira Santa

. Sexta-feira Santa

. Sábado de Aleluia

. Domingo de Páscoa  

. A tradição dos avos de Páscoa


Semana Santa


A última semana da Quaresma é chamada de Semana Santa, que contém o chamado Tríduo Pascal, incluindo a Quinta-Feira Santa,
A semana anterior à Páscoa é conhecida como Semana Santa .
Os três dias antes da Páscoa, conhecidos como Tríduo Pascal , formado pela Quinta-feira Santa , que relembra a cerimônia do Lava pés e a Última Ceia , a Sexta-Feira Santa relembra a crucificação e morte de Jesus , e o Sábado de Aleluia , que celebra se relembra o dia que o corpo de Jesus Cristo permaneceu sepultado no túmulo.
O domingo anterior é o Domingo de Ramos.

Quinta-feira Santa


A quinta-feira da semana santa marca o fim da Quaresma (período de quarenta dias, subsequentes à Quarta-feira de Cinzas, em que os católicos se dedicam à penitência em preparação para a Páscoa). Nesse dia, celebra-se a Missa dos Santos Óleos ou Missa do Crisma, quando o oficiante abençoa os óleos usados nos sacramentos do Batismo, do Crisma e da Unção dos Enfermos. Entre os ofícios do dia, o de maior simbolismo é o lava-pés, em que o sacerdote lava o pé direito de 12 homens, imitando o que Jesus fez a seus discípulos na Última Ceia.


Sexta-Feira Santa ou Sexta-feira da Paixão 


A Sexta-feira Santa é o feriado que antecede o Domingo de Páscoa. Nesse dia, os devotos são chamados a recordar o sacrifício de Jesus, ao ser julgado, torturado e crucificado por amor à humanidade.
O feriado da Sexta-feira Santa existe em todos os países de tradição católica , e faz parte de um conjunto maior, composto pelos três dias que antecedem o Domingo de Páscoa, a Quinta-feira Santa e o Sábado de Aleluia . Na liturgia da Igreja Católica Apostólica Romana esse conjunto recebe o nome de Tríduo Pascal.

Na sexta-feira, celebra-se a paixão (o martírio) e a morte de Cristo. O ofício consiste na adoração do Cristo crucificado ou Adoração da Cruz , precedida por leituras da Bíblia e seguida pela comunhão eucarística. Em várias cidades brasileiras, após a celebração acontece a Procissão do Enterro, também conhecida como Procissão do Senhor Morto, em que populares e religiosos percorrem algumas ruas tocando e cantando músicas fúnebres.


Sábado de Aleluia


No Sábado Santo, celebra-se, entre o pôr-do-sol do sábado e o amanhecer de domingo, a Vigília Pascal, que celebra a ressurreição de Jesus.
Em algumas cidades do Brasil, logo nas primeiras horas da manhã de domingo acontece a Procissão do Encontro, na qual duas procissões - uma com a imagem de Nossa Senhora, mãe de Jesus, e outra com a imagem do Cristo ressuscitado - partem de lugares diferentes e se encontram, quase sempre às portas da igreja matriz.

Representações da Paixão
No Brasil, maior país católico do mundo, durante a Sexta-feira Santa ocorrem encenações dos sofrimentos e da crucificação de Cristo em milhares de cidades.
Malhação do Judas
Outra manifestação popular que ocorre paralelamente ao Tríduo Pascal é a Malhação do Judas. No sábado, também conhecido como Sábado de Aleluia, um boneco que lembra o apóstolo que traiu Jesus, Judas Iscariotes, é julgado, condenado e "malhado", às vezes com pedaços de pau, às vezes com pedras. Em alguns lugares, o Judas é enforcado na sexta-feira à noite, em um poste ou árvore; no sábado, ao meio-dia, o boneco é descido e espancado por populares.

Domingo de Páscoa


Domingo de Páscoa ou Domingo da Ressurreição é uma festividade religiosa e um feriado que celebra a ressurreição de Jesus , ocorrida três dias depois da sua crucificação no Calvário . O Domingo de Páscoa marca o ápice da Paixão de Cristo e é precedido pela Quaresma, um período de quarenta dias de jejum, orações e penitências .
É a principal celebração do ano litúrgico cristão e também a mais antiga e importante festa cristã. A data da Páscoa determina todas as demais datas das festas móveis cristãs, exceto as relacionadas ao Advento . O domingo de Páscoa marca o ápice da Paixão de Cristo e é precedido pela Quaresma, um período de quarenta dias de jejum, orações e penitências.


A tradição dos avos de Páscoa


ovos de pascoa
O ovo de chocolate ou ovos de Páscoa são uma tradição milenar relacionada ao cristianismo. Costumava-se pintar um ovo oco de galinha de cores bem alegres, pois a Páscoa é uma data festiva que comemora a ressurreição de Jesus Cristo, sendo o ovo um símbolo de nascimento. Outros povos como os gregos e os egípcios também coloriam ovos de galinha oco, porém em datas diferentes.


O ovo é símbolo bastante antigo, anterior ao Cristianismo, que representa a fertilidade e o renascimento da vida. Muitos séculos antes do nascimento de Cristo, a troca de ovos no Equinócio da Primavera (21 de Março) era um costume que celebrava o fim do Inverno e o início de uma estação marcada pelo florescimento da natureza. Para obterem uma boa colheita, os agricultores enterravam ovos nas terras de cultivo.

Quando a Páscoa cristã começou a ser celebrada, a cultura pagã de festejo da Primavera foi integrada na Semana Santa. Os cristãos passaram a ver no ovo um símbolo da ressurreição de Cristo.

Colorir e decorar ovos é um costume também bastante antigo praticado no Oriente. Nos países da Europa de Leste, os ortodoxos tornaram-se grandes especialistas em transformar ovos em obras de arte. Da Rússia à Grécia, os ortodoxos costumam pintar os ovos de vermelho. Já na Alemanha, a cor dominante é o verde. A tradição é tão forte que a Quinta-feira Santa é conhecida por Quinta-feira Verde. Na Bulgária, em vez de se esconder os ovos, luta-se com eles na mão. Há verdadeiras batalhas campais. Toda a gente tem de carregar um ovo e quem conseguir a proeza de o manter intacto até ao fim será o mais bem sucedido da família até à próxima Páscoa.

Das tradições da Europa Oriental, o hábito passou aos demais países. Eduardo I de Inglaterra oferecia ovos banhados em ouro aos súditos preferidos. Luís XIV de França os mandava, pintados e decorados, como presentes. Isso iniciou a moda de fazê-los artificiais, de madeira, porcelana e metal, contendo alegras surpresas aos presenteados. Seu sucessor Luís XV presenteou sua amante 33 anos mais jovem, Madame du Barry, com um enorme ovo, o qual continha em estátua de Cupido. Essas tradições inspiraram também Peter Carl Fabergé na criação dos famosos e valiosos Ovos Fabergé..

Os ovos de chocolate vieram dos Pâtissiers franceses que recheavam ovos de galinha, depois de esvaziados de clara e gema, com chocolate e os pintavam por fora. Os pais costumavam esconder ovos nos jardins para que as crianças os encontrassem na época da Páscoa. Com melhores tecnologias, a partir do final do século XIX, se difundiram os ovos totalmente feitos de chocolate, utilizados até hoje.




Fontes da pesquisa :
http://educacao.uol.com.br/datas-comemorativas/0402---sexta-feira-santa.htm
/icalendario.br.com/festa-crista/sexta-feira-santa
pt.wikipedia.org

Nenhum comentário:

\

/




Sonhar alto

Sonhar alto
Primeiro passo para levantar voo

UM POUCO DE TUDO

UM POUCO DE TUDO
TUDO SOBRE UNHAS